domingo, 22 de agosto de 2010

Frágil



Porque essa mania de lutar contra algo mais profundo?
Não é medo, mas também não é solidão.
Busco a felicidade em qualquer infima coisa que vejo,
pois as grandes, esqueceram de me encontrar.
Há uma escuridão inexpressível em minha alma,
com uma moldura vazia e invisível.

Comecei a lutar com meus sentimentos e minha razão,
percebi que era possivel a mente dominar o coração.
Sei que ainda existem um turbilhão de sentimentos em mim
mas eles foram trancados, em algum lugar que já nem sei.

Me disseram uma vez que era como uma pérola,
única pedra preciosa que é produdo de uma dor,
é uma ferida curada.

E eu sigo em minha armadura blindada,
com minha estrutura de papel.

Iara Luna

Um comentário:

  1. Cada vez melhor.
    Você é uma pérola.
    Parabéns!

    Mario Rezende

    ResponderExcluir